Trabalhar a energia Kundalini

Há que ter alguma prudência ao trabalhar com as energias subtis, sendo importante aprofundar conhecimentos para praticar em segurança.

69f1804f57b5a8293a63c7bd30e78dcc

“Atualmente, como as ciências ocultas estão na moda, surgem nas
livrarias muitos livros sobre o tantrismo, mas eles apresentam
métodos perigosos para um público que não foi preparado para o
compreender e o aplicar. Existem realmente razões para ficar
inquieto quando se vê com que inconsciência certas pessoas
imaginam que, depois de terem feito algumas leituras, podem
despertar a força Kundalini. Esta força é fogo, uma energia
fulminante, e quem não se preparou longamente para esta
irrupção nele próprio pode perder a razão ou mesmo a vida.
Por isso, é preciso ser prudente e não se lançar em
experiências em que há o risco de se sofrer graves
perturbações físicas e psíquicas.
Naqueles que não se exercitaram durante muito tempo no
autodomínio, que não se purificaram, em vez de se dirigir para
cima, a força Kundalini desce e desperta, no plano astral
inferior, chakras que não são mencionados nos livros hindus.
Então, tudo o que há de tenebroso nesses seres fica à solta:
não só o instinto sexual, como a necessidade de dominar, de
destruir, toma conta deles e eles tornam-se verdadeiros
demónios. É preciso saber isto: a Inteligência Cósmica pôs
no corpo humano centros de energia de uma potência incrível que
é perigoso despertar prematuramente.”

 

Omraam Mikael Aivanhov

 

 

 

 

Livros do Mestre Omraam à venda na Loja Zen clique aqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: