Justiça Divina

Dar a outra face, mas…

38563896

“Alguém vos fez mal… Ainda que seja difícil, aprendei a perdoar. Tende fé e confiança no poder das entidades luminosas do mundo invisível, que estão sempre prontas a dar-vos os meios para recuperardes a força e a coragem quando trabalhais segundo as suas leis.
Se pensais que a pessoa que vos fez mal merece mesmo receber uma lição, dirigi-vos a essas entidades. Dizei: «Tal pessoa fez-me isto e aquilo e, por causa dela, estou a sofrer, tenho grandes dificuldades (e podeis até expor quais são, se quiserdes). Peço a vossa intervenção para que o mal seja reparado.» Apresentais assim uma queixa no Céu como o fazeis nos tribunais, e então o Céu verá como deve agir. Mas vós, em todo o caso, não procureis vingar-vos.
Não quero dizer com isto que se deve acabar com os juízes, os tribunais, as sanções, e deixar os malfeitores tranquilos, esperando que, um dia, a justiça divina se ocupe deles! Não, que os juízes e os tribunais façam o seu trabalho… e se esforcem por fazê-lo o melhor possível, pois é um trabalho muito difícil. Eu apenas estou a chamar a vossa atenção para alguns aspetos da vida espiritual.”

Pensamento do dia, Omraam Mikail Aivanhov
(livros do Mestre Omraam à venda na Loja Zen)

2 responses to this post.

  1. Posted by Anónimo on 17/09/2014 at 23:59

    O que é para ser nosso a nós virá ter

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: