Natal – acontecimento cósmico e significado místico

“A tradição cristã diz que Jesus nasceu a 25 de dezembro, à meia noite./home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/458/4323404/files/2014/12/img_1358.jpg
A 25 de dezembro, o Sol acaba de entrar na constelação de Capricórnio. Simbolicamente, o Capricórnio está ligado às montanhas, às grutas, e é precisamente na obscuridade duma gruta que o menino Jesus pode nascer.
Com o aproximar do inverno muitos trabalhos param, os dias diminuem, as noites alongam-se, o momento é propício para a meditação, para o recolhimento, o que permite ao homem penetrar nas profundezas do seu ser e encontrar condições para o nascimento do Menino.
(…)
Mas voltemos ao nascimento de Jesus.
Todos os anos, à meia noite de 25 de dezembro a constelação de Virgem desponta no horizonte. É por isso que se diz que Jesus nasceu da Virgem. No lado oposto encontram-se os Peixes e no meio-do-céu pode ver-se a magnífica constelação de Orion, tendo no centro as três estrelas alinhadas que, segundo a tradição popular, representam os três Reis Magos.
(…)
Há cerca de dois mil anos, Jesus nasceu na Palestina, mas isso é o aspecto histórico do Natal, e, como sabeis, para os Iniciados o aspecto histórico é secundário, porque, antes de ser um acontecimento histórico, o nascimento do Cristo é um acontecimento cósmico: é a primeira manifestação da vida na natureza, o começo de todas as manifestações. Depois, este nascimento é um acontecimento místico, o que significa que o Cristo deve nascer em cada alma como princípio de luz e amor divino. É esse o significado do nascimento de Jesus: enquanto o homem não possuir a luz e o amor, o Menino Jesus não nascerá nele.”

 

In “O Natal e a Páscoa na tradição iniciática”, Omraam Mikhael Aivanhov
À venda na Loja Zen

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/458/4323404/files/2014/12/img_1363.jpg

“O Natal é um nascimento, isto é, uma descida à matéria. Com a entrada no Inverno, envolvemo-nos em espessas vestes e contemplamos a ação mágica do Arcanjo Gabriel. Qual é a ação de Gabriel, O Arcanjo da Lua? Ele junta, aglutina a matéria. A Lua condensa e materializa. Quando os Iniciados que querem realizar uma materialização, concretizar um projeto, um pensamento, utilizam as forças presentes na festa do Natal. Porquê? Por causa das condições favoráveis que esta época oferece. É a hora de um nascimento sobre a Terra. Enquanto que as outras festas correspondem à ressurreição, a uma libertação e a uma elevação, o Natal está ligado a uma realização, a uma concretização na Terra.”

Omraam Mikhael Aivanhov

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: